Indicadores de Desempenho Ambiental

Curtiu este post?

Avaliação: 0.0/5

11/02/2021

Indicadores de Desempenho Ambiental

A série de normas ISO 14000 tem como objetivo principal a implantação de um Sistema de Gestão Ambiental que auxilie as organizações a cumprirem suas responsabilidades com o meio ambiente. Para isso, é necessário estar atento com o desempenho ambiental de suas atividades, que pode ser medido e melhorado por meio do desenvolvimento e da divulgação de Indicadores de Desempenho Ambiental.

Esses indicadores surgem como ferramentas que podem contribuir para aumentar a transparência e credibilidade de serviços e/ou produtos de uma determinada organização, tanto no ambiente interno quanto externo. Além disso, contribuem no planejamento e gerenciamento de aspectos ambientais, identificando tendências e auxiliando os gestores em tomadas de decisões preventivas e corretivas.

Veja abaixo o que abordaremos neste artigo:

Novas diretrizes para emisssão do MTR online baseado na portaria 280 do MMA / Sinir

O que é um Indicador de Desempenho Ambiental?

O que é um Indicador de Desempenho Ambiental?

O eixo central da série de normas ISO 14000 tem como principal objetivo a introdução de um Sistema de Gestão Ambiental que auxilie as organizações a cumprirem suas responsabilidades com o meio ambiente. Em consequência disso, criam sistemas de certificação, possibilitando a identificação daquelas que atendem às normas ambientais e se destacam no mercado perante às demais de mesmo segmento.

Um dos instrumentos preconizados pela ISO 14000 é a implantação e execução de uma política ambiental dentro do ambiente empresarial. Essa política pode abranger tanto o ambiente interno como o externo de uma empresa, além da segurança de sua planta organizacional.

Para medir a efetividade da política, Indicadores de Desempenho Ambiental podem ser utilizados com o objetivo de identificar condições e tendências em relação a metas e objetivos pré-estabelecidos dentro da esfera ambiental, bem como antecipar futuras situações e inclinações.

Além disso, é válido ressaltar que durante o desenvolvimento de um determinado produto e/ou serviço podem ser gerados impactos ambientais sobre o meio, sendo necessário constante acompanhamento e monitoramento por parte das organizações.

Nesse sentido, os Indicadores de Desempenho Ambiental podem se configurar como ferramentas imprescindíveis para o sucesso do planejamento empresarial, auxiliando-as em seu processo de melhoria contínua.

A ISO 14031

A ISO 14031

A ISO 14031/2004 é a norma que traz as diretrizes para uma Avaliação de Desempenho Ambiental dentro de um ambiente organizacional. Tem como objetivos principais: a identificação dos aspectos ambientais; a determinação dos aspectos tidos como significativos; e o estabelecimento de critérios para desempenho ambiental, seguido de avaliação sobre esse desempenho.

Na norma 14031, Indicador de Desempenho Ambiental é definido como “expressão específica que fornece informações sobre o desempenho ambiental de uma organização”.

Esses indicadores podem ser divididos em dois tipos: indicadores de desempenho operacional, que fornecem informações sobre o desempenho ambiental das operações da organização; e os indicadores de desempenho gerencial, que fornecem informações sobre os esforços gerenciais para influenciar esse desempenho.

Através da Avaliação de Desempenho Ambiental é possível demonstrar, com transparência, os efeitos ambientais de atividades, bem como as respostas para mitiga-los. É possível também identificar em que áreas são necessárias melhorias mais urgentes, permitindo uma priorização de esforços por parte da gestão. Algumas ferramentas em que a ADA pode ser usada incluem, por exemplo, auditorias ambientais e Análise do Ciclo de Vida.

Afinal, o que é Ciclo de Vida de produtos?

Indicadores e o ESG

Indicadores e o ESG

A sigla ESG, do inglês “Environmental, Social and Governance” e traduzida como Ambiental, Social e Governança, é uma métrica utilizada para avaliar a sustentabilidade empresarial. Dessa forma, as corporações que usam o ESG buscam analisar seus processos por meio de três pilares:

  • ambiental (se a empresa minimiza seus impactos ambientais e se preocupa com questões tais como desmatamento, aquecimento global, poluição, entre outros);
  • social (se a empresa colabora na construção de um mundo mais justo e responsável, respeitando os direitos dos trabalhadores, cuida da segurança do trabalho, promove o bem-estar no ambiente de trabalho e contribui com a comunidade do entorno);
  • de governança (se a empresa adota as melhores práticas de gerenciamento corporativo, priorizando valores éticos em suas tomadas de decisão, e se contribui com o combate à corrupção, por exemplo).

Estratégias como o ESG são fundamentais para empresas que desejam se manter populares no mercado. Diversas vantagens podem ser consideradas, como aumento da lucratividade, melhoria da imagem perante os investidores, consumidores e concorrência, diminuição de riscos com possíveis sanções legais e maior satisfação por parte de colaboradores internos e externos.

Gestão ambiental

Além de vantagens para as empresas, de modo geral, existem também vários benefícios para o processo produtivo, como economia de matéria-prima e de insumos; aumento de eficiência nos processos; menor consumo de água e energia; reaproveitamento de materiais que seriam descartados, entre outros.

Grandes gestoras de investimentos internacionais, inclusive, tendem a não mais investir em setores que emitem muito CO2 na atmosfera, como a indústria do carvão, petróleo, alumínio, entre outras. Dessa forma, empresas que não adotarem em suas atividades os critérios e princípios vigentes no escopo do ESG podem perder investimentos daqui em diante.

Para saber mais sobre ESG, acesse aqui.

O Software VG Resíduos

O Software VG Resíduos

Ao falar de Indicadores de Desempenho Ambiental, a gestão de resíduos sólidos está intrinsicamente conectada. Para o estabelecimento de um meio ambientalmente equilibrado, faz-se necessário minimizar a utilização dos recursos naturais disponíveis, além de minimizar a geração de resíduos sólidos, preservando a saúde pública e a qualidade do meio ambiente.

Para catalogar e sistematizar as informações sobre a gestão de resíduos sólidos do seu estabelecimento e, além disso, gerar dados importantes que apontem possíveis ações a serem tomadas em direção ao desenvolvimento sustentável é indicado contar com o apoio de uma ferramenta qualificada, como o VG Resíduos.

O software possibilita inúmeros benefícios para sua organização, a citar:

  • auxilia no cumprimento da legislação ambiental vigente, evitando sanções, como multas e embargos, bem como minimiza a possibilidade da ocorrência de passivos ambientais;
  • facilita a gestão de informações e evita perdas e falhas no processo: permite manter um histórico sobre os processos produtivos, identificando oportunidades de melhoria e de redução de desperdícios;
  • padroniza a comunicação com fornecedores: o software conta com uma plataforma em que você encontra e monitora fornecedores aptos, que possibilitam economias com transporte e facilitam a emissão de documentos.

Saiba mais sobre softwares e soluções para o alto desempenho da sustentabilidade.

Com o uso de Indicadores de Desempenho Ambiental, a implantação da ISO 14000 se torna muito mais simples para o empreendedor, já que facilita a identificação de pontos fracos e oportunidades de melhorias em sua organização. Ademais, esses indicadores são capazes de tornar o acompanhamento e o monitoramento da política ambiental da empresa mais eficiente, confiável e transparente.

Quer se aprofundar um pouco mais sobre a relação entre ISO 14000 e os resíduos sólidos? Leia esse outro artigo do nosso blog: Qual a influência da ISO 14001 no tratamento de resíduos?

Gerenciamento de resíduos

Compartilhe!


Curtiu este post?

Avaliação: 0.0/5